12 de mar de 2009

CACOS ESPALHADOS



CACOS ESPALHADOS
(Genaura Tormin)

Faz silêncio!
Na alma o tempo é calmo.
Brisa de bonança
Após a tempestade.

Cacos espalhados
Na história da existência.
Tormentas e torvelinhos
Ao longo do caminho.

Uma reflexão,
Uma oração
Para agradecer os percalços,
Desafios necessários
Para a evolução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário