26 de jun de 2012

FUGA




As andorinhas emigram.
No amplo céu recortam
Silhuetas palpitantes.

As andorinhas emigram.
Submerge no claro dia
A música imperceptível
De seu trissar.

Senhor! As andorinhas emigram...
Fazei-as voltar!

Helena Kolody

Um comentário: