17 de out de 2010



Um gesto de humanidade

Não existe preço na vida
Por uma atenção prestada
Ou um aperto de mão
A quem se prosta a calçada

O confortar da palavra
O mínimo de atenção
Um afago de amizade

A força de um coração
Trazem de volta pra vida
Quem achava que a lida
Já não tinha mais razão

Ajudar a quem precisa
Sem nada em troca querer
Não humilhar as pessoas

Que precisam de você
Não espere pagamento
Pois jesus cristo está vendo
E fará mais por você.

Dalvalene

Nenhum comentário:

Postar um comentário