15 de mar de 2009

SEMPRE ESTARÁS AQUI


SEMPRE ESTARÁS AQUI
(Genaura Tormin)

Quando a noite fecha meus olhos,
eu te vejo.
Tão nítido,
tão profundo,
com essência e cor.

O dia não te trouxe.
Ficou vazio,
comprido,
eterno.

Sabendo que não vinhas,
eu te esperei,
como te espero sempre.

Um dia a mais passou,
sem que eu te visse.
Mas tu estavas
em tudo que eu fazia.

No silêncio,
falavas comigo.
Na noite,
também estavas tu.
E nos meus sonhos,
eras o protagonista.

Por isso,
te fiz poema.
E tu estás em mim.

Ainda que o tempo
te leve a outros mundos,
na fantasia que eu fiz,
tu sempre estarás aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário