23 de jan de 2013

A ALMA É VÃ CONSELHEIRA



Minha alma me diz
que meu amado
já não me ama hoje
como ontem.
Nada foi dito
nada foi mudado
e no entanto
uma fresta se abriu
por onde o vento
me estremece as carnes.
Olho seu rosto
à procura daquilo
que não quero saber
e nem deixa sinais.
Mas seus lábios me dizem
que me adora
e seus olhos me dizem
que me trai.

Marina Colasanti
In Rota de Colisão

Nenhum comentário:

Postar um comentário