27 de nov de 2012

CAIO FERNANDO ABREU



''Ando muito só, um tanto assustado,
 e com a esquisita sensação de que 
tudo acabou. Ou pelo menos está se 
transformando — e radicalmente — 
em outra coisa. E tão vago, não sei
 sequer dizer do que se trata. [...]''

Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário