29 de out de 2012

DÊEM-ME




um arco e recriarei a infância,
os tordos sob a neve,
o rio sob as tábuas.
Dêem-me
a chuva e a gávea
duma figueira,
a flor dos eucaliptos,
um agapanto de água.


Albano Martins

in:Vertical

Nenhum comentário:

Postar um comentário