8 de jun de 2012

SAUDADE



Saudade!

Dize-me: Quem és?

Tu apareces sempre
Quando alguém se separa,
Deixando um rastro qualquer...

Presente estás
Quando o amor se parte,
Partindo também
Os elos de uma corrente,
Corrente que devia ser permanente...

Saudade!
És um termo
Como outro qualquer,
Mas és também
Uma personagem da vida,
Que se coloca entre dois seres...

Mas, saudade.
Torno a perguntar-te:
Finalmente,
Quem és?!


Olympiades G. Corrêa,
in Neblina do Tempo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário