27 de jun de 2012

B Á L S A M O



Seja abençoado o coração formoso
que, evocando perdido paraíso,
a súbita expansão de alheio gôzo,
a própria dor disfarça num sorriso.

José Lannes
In: Candeia

Nenhum comentário:

Postar um comentário