6 de mai de 2012

RAINER MARIA RILKE


Como tudo passa, façamos
passageira a melodia;
aquela que nos sacia,
ter-nos-á na sua mão.


Cantemos o que nos foge
com amor e arte inteiros;
sejamos mais ligeiros
que a veloz separação.


Rainer Maria Rilke


Nenhum comentário:

Postar um comentário