23 de mai de 2012

ONESTALDO DE PENNAFORT


Palavras e palavras...
Algumas, sem sentido, sem razão
de ser; outras, alucinadas como as
lavas de um vulcão...
Mas sempre as mesmas...palavras...

(Escuta o meu silêncio...)


Onestaldo de Pennafort,
em Poesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário