23 de abr de 2012

VENHO DE LONGE



Venho de longe!
Trago nas mãos
Rosas das estações
Molhadas pela neblina do tempo
Converti em canções a minha dor
Imortalizei a saudade na poesia
Dentro do real,
Fotografei o imaginário
Com passos incertos
Caminhei sobre montanhas
Floridas de fantasias
E na magia
Recriei paisagens
Tempestades e calmarias!

Conceição Bentes


Nenhum comentário:

Postar um comentário