20 de mar de 2012

No seu jardim feito de tinta...


No seu jardim feito de tinta...
com insólita serenidade
o poeta percorre as áleas da memória
e caminhando por entre signos
contempla a distração nula do tempo
o paradoxo incrível do ser
a ferida íntima da alma


Ana Hatherly

Nenhum comentário:

Postar um comentário