28 de fev de 2012

INCÓGNITA


INCÓGNITA

Quando, de repente,
eu sair de cena,
dirão alguns:
"Que pena, era tão inteligente!"
"Porém muito turrão",
outros dirão.
Mas, na verdade,
o que serei
além de saudade?
Minha vida
- toda ela -
não me revela o além.
Não posso entendê-la
e, estrela,
só o céu tem...
Serei estrela também?

Luiz Carlos de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário