18 de ago de 2011

Exílio


Fiz-me amante do silêncio,
da minha voz , uma oração
ao sentimento sem nome,
canto um hino à solidão

Somos o exato recomeço,
a certeza do primeiro passo,
a luz que denuncia um sonho mudo
onde tudo me deserta e renuncia

Nesse momento,
meu amor se debruça nas estrelas
como o último caminhar
numa noite peregrina
até te encontrar no coração do infinito


Conceição Bentes

Nenhum comentário:

Postar um comentário