18 de ago de 2011

Brindo a Vida



Brindo a vida,
aos encontros e descaminhos,
as lindas quimeras
e a imagem da minha ilusão

Bebo o vinho da esperança
refulgente brilho dos ideais,
as dúvidas que açoitam
a ansiedade do meu ser

Brindo a nós,
o breve instante
de cada chegada,
a paz no tocar das mãos,
a metade do tempo consumido
no inteiro da vida


Conceição Bentes

Nenhum comentário:

Postar um comentário