24 de mai de 2011

MORRER



Há pássaros cansados,
estrelas sem lumes,
flores vazias,
crepúsculos sem cor.

Contemplações!
atores mudando de cenas
para o espetáculo
das reencarnações!

Morre-se
verdadeiramente,
quando, a cada dia,
no olhar

vivemos uma lágrima ,
num gesto calamos
e numa carícia
ausentamo-nos do amor!

Alvina Tzovenos
In Sonhos e Vivências

2 comentários:

  1. Verdadeiramente nunca morremos apenas mudamos sentimentos! Ela me tocou !

    ResponderExcluir
  2. Carinhosamente venho desejar um feliz e abençoado Domingo.
    E convida-la a seguir meu blog para que eu possa não interromper minhas homenagens Brasil e Portugal.
    Seus poemas são lindos terei um prazer enorme em
    homenagear você e postar um dos seus poemas.
    beijos e beijos meus,,Evanir..
    www.aviagem1.blogspot.com

    ResponderExcluir