6 de mar de 2011

Linha de Rumo

Quem não me deu Amor,
não me deu nada.
Encontro-me parado. . .
Olho em redor e vejo inacabado
O meu mundo melhor.

Tanto tempo perdido . . .
Com que saudade o lembro e o bendigo:
Campos de flores
E silvas . . .

Fonte da vida fui. Medito. Ordeno.
Penso o futuro a haver.
E sigo deslumbrado o pensamento
Que se descobre.

Quem não me deu Amor, não me deu nada.
Desterrado,
Desterrado prossigo.
E sonho-me sem Pátria e sem Amigos,
Adrede.

(Ruy Cinatti)

3 comentários:

  1. REGINA: o AMOR FALTA, porque ,hoje, as pessoas não pensam com o coração nas mãos!
    Pensam com as mãos no bolso...
    BEIJINHO
    LUSIBERO

    ResponderExcluir
  2. que lindo poema, Regina ...
    eu não conhecia o Ruy Cinatti ...
    este teu cantinho é maravilhoso, sempre saio daqui com algo novo para me deliciar ...
    bjim, querida ...

    ResponderExcluir
  3. Oi Aymée, tudo bem? Estou chegando agora no seu blog e vou-te dizer estou gostando muito viu? Ta de Parabéns pelo blog e eu irei acompanhar sempre. Se possível da uma passadinha no meu também e segue lá, acho que você ira gostar do meu trabalho, da minha história e dos meus sonhos o link para o meu blog segue abaixo.

    http://galeriadephotoos.blogspot.com/

    Novamente lhe parabenizo pelo blog!

    Grande abraço!

    Suedivaldo

    ResponderExcluir