6 de out de 2010



O PODER DO AMOR

O que sente saudade nunca está sozinho
pois tem a companhia de quem tem saudade,
á que por ser amado o longe se avizinha
e passa a estar presente, por total vontade.

Este é o poder do amor que pouco se adivinha,
e, por isso, são muitos os que na verdade,
não conseguem fazer da saudade uma linha
que traga para perto o que é felicidade.

Aprendi a trazer para o meu lado, enfim,
a figura daquela que distante estando
me fazia sofrer por pensar ser o fim.

E a saudade que eu tinha foi se transformando,
e ao meu lado ela segue o tempo todo em mim
- a mulher que, de longe, eu continuo amando.

Théo Drummond

Nenhum comentário:

Postar um comentário