31 de out de 2010

Antes do Amor

Te amo
desde quando tudo era distância
Quando ainda desconhecia minha boca
o sabor do teu nome
E muito além das rosas
que hoje ardem nos campos, te amo
Te amo pelas almas das mais antigas flores
Te amo por cada instante de tua presença
e pelos tempos todos de tua ausência
Assim, te amo
Por tudo
e por nada
Pela história de nós dois
e pelas lembranças que nem tivemos
Te amo assim,
sem saber quando,
onde
ou porquê
Sabendo apenas que já era amor
antes mesmo de o ser

(Marcelo Roque)

Nenhum comentário:

Postar um comentário