5 de set de 2010



"SERENA"

Serena se encontra minh’alma,
Abraçada em tua calma,
Vestida com os teus beijos,
Emaranhada em mil desejos.

Encontro a paz, encontro o amor,
E entre o espinho e a flor,
Tu te tornas o meu altar,
Vestida de nada para me amar.

Sabes serenar-me o peito,
E quando me olhas desse jeito,
Sei que a hora é agora,
E esqueço o mundo lá fora.

Nos tornamos cumplicidade,
Em nós está a felicidade,
A transbordar-nos a alma,
Na serena e santa calma!

Santaroza

Nenhum comentário:

Postar um comentário