19 de set de 2010

Vidas Cruzadas

Nós dois somos um,
em segredos e desabafos,
falando o idioma da alma,
calados como o som do mar

Nos perdemos nas fronteiras
das grandes tempestades,
dissolvidas pelo vento
nas lágrimas do tempo

Reconstruímos nossa historia
na soma das fragilidades,
em sorrisos disfarçados,
nas palavras não pronunciadas

Nossas vidas se cruzam
no mirar atento do silêncio,
que afaga a magia de um encontro
que o tempo não apaga.

(Conceição Bentes)

Um comentário: