27 de jul de 2010

Poema Numa Esquina De Paris


Dezenas e dezenas de pessoas passam
ininterruptamente ao longo do passeio.

Umas para lá.
Outras para cá.
Umas para cá.
Outras para lá.
Mas cada uma que passa
tem de fazer na esquina um pequeno rodeio
para não se esbarrar com o par que aí se abraça.
Olhos cerrados, lábios juntos e ardentes,
tentam matar a inesgotável sede.
Através dos seus corpos transparentes
lê-se na esquina da parede:

DANS CETTE PLACE A ÉTÉ TUÉ
MAURICE DUPRÉ
HÉROS DE LA RESISTANCE.
VIVE LA FRANCE.


António Gedeão

Um comentário:

  1. Gironzolavo tra' i blog ed eccomi qui. Anche io amo le fotografie e fotografare. Le tue sono bellissime .Ti lascio un salutino.
    Gio'
    http://remenberphoto.blogspot.com/

    ResponderExcluir