27 de jul de 2010

Pimenta

Pimenta


Preencha meus contorno
Com curvas deliciosas
Que trazes pra mim
Feitiço de menina
Nas formas de mulher
Torna meu desvio
Desço a ti
Tenho abrigo
Nas curvas desse corpo
Neve rósea
Pele que queima
Suor que alimenta
Soluço que margeia
Excita, pimenta horizontal
Leite que me cobre
Mármore que ferve
Curvas que se rodeia

Ulisses Reis®
25/01/2008

Um comentário:

  1. Que Pimenta mais deliciosa e instigante!

    Uma Pimenta que alberga... deve arder demaissss!!! Mas deve ser muito bom...

    Beijo por mais um lindo poema! Fiquei curiosíssima para conhecer os demais; não seja cruel, mostre-me todos, vai...

    Saudade...

    ResponderExcluir