18 de jul de 2010

Meu Poema



Meu Poema

No meu poema...há o silêncio da noite...a escuridão
Há saudade...há lembranças...minha amargura
Instante eterno...intensa dor...negra solidão
Meu poema é rima triste...noite escura

Meu poema...escrito a sangue...abismo fundo
Na tua presença...há uma ausência sem fim
Há um frio que sufoca...um grito profundo
Há um latejar...um corpo perdido...de mim

Bebo o veneno da tristeza...em copo de esquecimento
Perdida no meu poema...uma lágrima de amor
Esperando na noite...o cálice do sofrimento
Caminhando na treva...vagando na minha dor

O meu rosto sombrio...traz em mim o anoitecer
No meu peito cheio de mágoa...chora a solidão
Perdido na memória...ficou o meu querer
Na rima dum poema...escrevo a desilusão

Há na minha voz um lamento...um grito de dor
Um choro de saudade...vaga amargura
No meu poema...a sombra de um amor
No meu peito...um sonho...noite escura

Sempre esta solidão...esta sombra...este vazio
Sempre este silêncio...desenhando meu poema
Sempre esta tristeza...as lágrimas...este frio
Sempre a noite...sempre esta dor que me queima

RosaSolidão

4 comentários:

  1. Soa cadenciada a saudade e pausada a alegria, na busca do sonho revivido. Lindo. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Soa cadenciada uma tristeza , Na alegria da pausa , Na Esperança do vivificado sonho . Lindo ! Bjs .

    ResponderExcluir
  3. Minha querida
    O meu poema ficou lindo no seu espaço.Obrigada pelo carinho.

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir