12 de mar de 2009

MEDITANDO


MEDITANDO
(Genaura Tormin)

Dia comprido,
sem sol,
Sem flores,
Sem amores.

Frio no tempo,
Cansaço,
Espera,
Loucura,
E na alma,
O muito que apavora.

Em tudo,
A saudade que castiga,
A lâmina que fere,
O frio que aumenta,
A lágrima que cai
E a dor do irreversível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário