19 de mar de 2009

DESINTEGRAÇÃO



DESINTEGRAÇÃO
(Genaura Tormin)

Sou o linguajar mudo
Dos que já não podem falar.
Sou parte dos que olham sem pedir.

Sou a desintegração
Brincando de ninar.
Sou o sentimento que não persistiu
Nos longos braços da espera.

Sou os gritos sem eco
No desconexo
De uma vida inteira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário